sss



30 setembro 2008

desperdício


ou mesmo pérolas a porcos,
no Largo da Academia.

energia intuitiva


clique na imagem ou aqui página 11.

29 setembro 2008

dia mundial do coração


mais aqui.

imagemns alcançadas na rede

28 setembro 2008

red shoes


caminhos sem rede
ou o voo da não desistência.

na fuga dos jacarandás


uma outra renovação
azul.

room temperature



Imagens retiradas de filmes. É o que nos sugerem as telas de António Trindade ao primeiro vislumbre. Algumas mais cinematográficas, outras mais televisivas como as que aparentam sofrer interferência – a chamada televisão às riscas. Mas se a televisão às riscas suscita as mais variadas reclamações junto dos fornecedores, as telas agora expostas arrancam-nos um sorriso de agrado.

Em “Room Temperature Parte I” vislumbramos o rosto da actriz Natalie Portman. Em “Interdiction” vemos uma mulher de costas com calções curtos e botas altas, o que nos remete para uma imagem desse sucesso dos anos 80, que marcou toda uma geração, que foi “Flashdance”. Por seu lado “Souvenir” parece uma cena escaldante de um filme dos anos 50, daquelas que fariam a exibição do filme ser proibída por terras lusas e salazaristas.
Já “Mistery Woods” transporta-nos para um filme de terror. Uma mulher parada na entrada de uma floresta, à noite. Sentimos claramente que do negro da floresta sairá algo mau que vai magoar a inocente mulher. Porque embora esta mulher esteja de costas voltadas para nós, sabemos que é inocente, porque só uma inocente se postaria assim, especada sem medo, à entrada de um bosque obviamente maléfico.


António Trindade consegue a proeza de fazer-nos sonhar e imaginar o que está para além daquele momento que captou em tela. Se o cinema conta uma história, “Room Temperature” é uma sinopse que acaba em reticências...

Time Out, 24 Set 2008


Galeria Arte Periférica, Centro Cultural de Belém, 13 Set a 9 Out

27 setembro 2008

1925-2008



o poder do silêncio.

um ano depois II


inversão dual.

um ano depois


25 setembro 2008

Descobrir l o poder da elegância


clique na imagem ou aqui páginas 12 e 13.

pombo correio

o homem deve ser inventado a cada dia.

Jean Paul Sartre, in homem

dimensão empática IV

video
enviado por um viajante da cidade
e ainda sem "o poder da voz"

dos calceteiros.

(to be continued)

Resgatar


clique na imagem ou aqui página 13.

Um tema intemporal num discurso fluído ou uma das bíblias das guerreiras contemporâneas. O Segundo Sexo (Le Deuxième Sexe em francês) de Simone de Beauvoir continua a ser uma declaração de garra para as mulheres do mundo. O primeiro volume divide-se em destino, história e mitos, numa análise nos cenários biológicos, psicanalíticos e do materialismo histórico. O segundo volume analisa a condição feminina nas vertentes sexual, psicológica, social e política. Para acompanhar com um vestido esvoaçante e adereços para mulheres de pulso.

24 setembro 2008

dimensão empática III

video

os desenhos são moldados com ajuda de moldes de madeira.

e os calceteiros,
a namorar em cima das árvores da Avenida?

23 setembro 2008

raízes escondidas

video

no largo da Academia.

inesperado


enviado pelo amigo mais viajante,
muros sólidos, passadeiras atlânticas e uma homenagem ao elogio do nome invulgar.
algures no Alentejo.

rir para crer


clique na imagem ou aqui página 10.

22 setembro 2008

miss nomad


"Nomadic people, (from the Greek: νομάδες, nomádes, "those who let pasture herds"), also known as nomads, are communities of people that move with cattle from one place to another, rather than settling down in one location. There are an estimated 30-40 million nomads in the world."

21 setembro 2008

beleza


roubada.

ach I


5 livros para traduzir
e uma foto magnânima do Jordi.

19 setembro 2008

dimensão empática II

video

segunda tentativa.

o mundo será sempre dos perseverantes.

O Senso e a Cidade l A cidade motivante



aqui página 6 ou
Tantos dias longe dos meus livros e mal marco o reencontro arranjo-lhes novo destino. Mudar duas vezes de casa em tão pouco tempo é obra, mas visionando a fragilidade de um pai acostumado ao Estado Novo, olho-me feliz com a palavra saúde.
A corda estica mas nunca parte e a frase de Virgílio Ferreira surge-me sempre no fim das paragens: “trabalho sempre”.
Longe do descanso desejado, a vida é feita de desafios constantes e provas da força que nos movem. Como diria Tolentino Mendonça, “não sei que tempo duram as frésias, a rendição de um corpo é sempre tão inesperada.” E com a certeza destas linhas serem mais profundas do que o habitual, a verdade é que hoje concebo a vida a subir montanhas. Pequenas ou grandes, elas constituem uma torre de vidro que abana mas não parte. Perante pensamentos mais introspectivos, hoje rendi-me à vontade da partilha desta mensagem.
Com alguns amigos rendidos à alegria de outras cidades europeias, confirmo que Lisboa é menos brilhante quando os sorrisos não se rasgam pelas ruas da capital. E num conceito de cidade feita de detalhes, as pessoas são sem dúvida um pormenor essencial ao seu enaltecimento.
Pela casa a dentro, entram ainda palavras de outros inconformistas caminhantes e com eles relembro que na antiga Grécia - essa terra que tanto me ensinou a viver - “não se fazia a necrologia das pessoas falecidas” .“Sobre cada uma, apenas se perguntava se viveu com paixão”.
É que quando se entende o verdadeiro objectivo da vida, a palavra gratidão não nos dá outra hipótese e numa cidade conhecida pelas sete colinas, as subidas são sem dúvida, motivantes.
publicado a 18 de Setembro no jornal Meia Hora

Descobrir l com a invenção do amor


clique na imagem ou aqui páginas 10 e 11.

18 setembro 2008

dimensão empática

video

e uma promessa humana.

amanhã.

Na elevação da voz


clique na imagem ou aqui página 15.
Um grande segredo, o de termos um rosto singular e irrepetível, e voz com timbre único. Boas dádivas, estas, da natureza, pela mão de António Osório. Um tesouro que guarda no espaço, cartas, escritos e memórias, num livro que partilha as vozes de artistas do mundo como Mário Botas, Vivaldi, Eugénio Montale ou Umberto Saba. Porque a voz enaltece o voo, um vestido esvoaçante da Mango, a bordo de uma elevação de Nuno Batalzar.

17 setembro 2008

para saltar


depois do cume atingido.

a atingir

16 setembro 2008

com a energia das árvores


clique na imagem ou aqui página 11.

15 setembro 2008

ausência aquática


depois de uma pausa sabática e da saída de Teresa Salgueiro, os Madredeus preparam-se para lançar este ano um novo álbum de originais, sem data de edição, que contará com três vozes femininas e percussão.

14 setembro 2008

miss cinderela?

a.d.g. III


12 setembro 2008

Descobrir l aos viajantes das sete colinas


clique na imagem ou aqui páginas 10 e 11.

Seja pela luz



Seja pela luz, ou pela graça da nossa cidade viver abraçada ao Atlântico, muitas são as razões da chegada dos viajantes do mundo.

Depois de quatro semanas de uma Lisboa deliciosamente vazia, a cumplicidade e beleza das ruas engrandece-me numa cidade ainda mais luminosa. Num desses dias solta-se a noite e o reencontro dos amigos que ficam. Com eles, um viajante de alegria larga e na mala de viagem mensagens sem nome.

A beleza do mundo vive também nos sorrisos livres e se estar vivo é também compreender o mundo, muitas são as respostas transportadas pelos outros. Chegam carregados de luz e mostram-nos caminhos de uma outra beleza penetrante.
De mão dada à palavra verdade é um privilégio receber de mãos abertas uma visão tão original da minha cidade. Habituado à serenidade das montanhas brancas, a magia de Lisboa foi entendida como “hipnotizante, nostálgica e texturada”.

E se para alguns, a cidade branca empobrece em alguns momentos decadentes, para outros toca-se de perto entre esquinas escondidas e cores que testemunham uma outra beleza sublime. Com um registo roubado na Rua do Sol a Santa Catarina, a partilha, pela luz.

Lisbon Golde Guide, Setembro 2008

11 setembro 2008

Irresistivelmente enérgicas



clique na imagem ou aqui página 15.

A Nike lançou um livro irresistível. Lindo e de edição limitada, o lançamento faz parte da sua campanha Here I am, na qual procura inspirar uma nova geração de mulheres a experimentarem o poder do desporto na vida. Com muito entusiasmo e determinação, o livro partilha histórias que exaltam a confiança de mais de vinte atletas internacionais do sexo feminino. Cada capítulo é composto por uma interpretação visual única do caminho de cada atleta para chegar à força mental. Com uma inspiração topo de gama, ainda um kit dedicado à nossa energia vital.

10 setembro 2008

viagem II


feeling alive?
mais aqui

viagem


ao limite.

05 setembro 2008

Descobrir l pelo passeio da Avenida


clique na imagem ou aqui nas páginas 10 e 11.

03 setembro 2008

liberdade II


alguém tem cola tudo?

liberdade

video

suspender para recarregar.

na margem da alegria



clique na imagem ou aqui na página 15.

Diz a Margem da Alegria que por fim há serenidade numa cidade que é vencedora do amor. Antes de mergulhar nos novos projectos do ano que já chama por nós, sugestões sofisticadamente elegantes. Um top esvoaçante de um dos meus criadores nacionais preferidos, Nuno Baltazar, e o regresso à inocência com dois magos indispensáveis da tendência Honed da MAC, Porque a viagem faz-se melhor com alegria, as sempre tão rasgadas palavras de alma
De Ruy Belo, uma margem urgente a contemplar.

02 setembro 2008

o cúmplice dos sonhos


clique na imagem ou aqui na página 11.

01 setembro 2008

energia estival


com viajantes do mundo.